Menu Principal

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Campos do Jordão - SP [04 a 08 de Janeiro de 2017] - Parte 3

Essa é a continuação do passeio que fizemos a Campos do Jordão, em São Paulo.


Na verdade, dedicamos uma parte do dia para conhecer Aparecida (SP), e foi um dos dias mais incríveis do passeio. Realmente me surpreendi em como um destino de turismo religioso conseguiu ser tão incrível!

Se tiver caído aqui e desejar ver as outras partes do passeio, basta clicar em um dos botões abaixo:


Continuando com o passeio...

Sexta-feira, 06 de Janeiro de 2017

Acordamos às 8:00h, nos arrumamos e fomos lanchar mais uma vez no hotel.



Para um mineiro não pode faltar um bom pão de queijo, e preferi trocar o suco pelo Iogurte porque acho esse líquido muito mais gostoso pela manhã! A Lu não saiu nessa foto porque tinha acordado de mau humor e preferiu apenas um lanchinho básico e uma maçã.


Assim que comemos fomos para fora e já avistamos o ônibus da São José nos esperando ao longe. Entramos no horário certo, mas novamente tivemos mais um atraso. Dessa vez porque uma turista implicante da nossa excursão resolveu fazer 40 minutos de hora [isso mesmo, 40 minutos de enrolação sem entrar no ônibus, porque tinha reclamado que ela havia esperado isso no dia anterior, por conta da desorganização de quem vendeu o pacote pra ela, e com isso resolveu fazer pirraça e prejudicou todas as pessoas do grupo].

Pra piorar ela ainda tinha discutido e implicado com o guia também por causa desse problema. Na minha opinião o guia foi muito frouxo, ele deveria ter dado 2 tempos, o da entrada e o da tolerância, e passado o tempo pedido o ônibus deveria ter partido sem ela sim, afinal, uma única pessoa não pode prejudicar as mais de 40 que estavam na excursão.

[Por sorte Aparecida foi um destino tão legal que mesmo isso não prejudicou o nosso passeio]




Ao fundo está a Serra da Mantiqueira.

A viagem não foi longa, demorou pouco mais de 1 hora e enfim chegamos à Aparecida, conhecida por muitos como Aparecida do Norte devido a uma antiga linha de ferro que passava pela região.

Aparecida (SP)

Eu não sabia disso, mas Aparecida é um dos principais destinos turísticos do Estado de São Paulo e se orgulha de abrigar o maior santuário dedicado á Nossa Senhora Aparecida, considerada como a Padroeira do Brasil.

Assim que chegamos já vi isso:




Um verdadeiro complexo turístico religioso totalmente estruturado para receber visitantes, com uma enorme basílica, shoppings, complexos de lojas, museus e até mesmo um Teleférico. Fiquei realmente surpreso, porque antes de ir pra lá tinha imaginado que veríamos uma igrejinha pequena, num lugar pacato, bem quente e cheio de terra, e isso me fez lembrar de todas as coisas que o guia havia dito pra gente durante o caminho.

Curiosidades sobre Aparecida:


Imagem de Nossa Senhora Aparecida.
- Nossa Senhora da Conceição Aparecida se chama assim porque foi encontrada pela primeira vez em um rio, por pescadores que estavam pescando na região e estavam com muita dificuldade de encontrar os peixes.

- A imagem está localizada aos fundos da Basílica de Aparecida, que é considerada a maior basílica do Brasil e a segunda maior do mundo, ficando atrás apenas da Basílica de São Pedro do Vaticano, que é considerada a maior do mundo. 

- A Basílica de Aparecida começou a ser construída em 1955 e ainda em 1980 não tinha ficado pronta, foi consagrada pelo papa João Paulo II durante sua primeira visita ao Brasil, que entregou a rosa de ouro para a imagem e toda a obra foi concluída apenas em 1984, e após isso ainda recebeu diversas expansões.

- Atualmente a Basílica é capaz de comportar até 45 mil fiéis sentados.

Nós chegamos em Aparecida às 10:15h e o guia marcou o seguinte com todos: façam o que quiserem e andem livremente até dar o horário determinado, e após isso voltem para o ponto de encontro. Achei muito bom porque assim a gente não ficava preso ao grupo e poderia conhecer o que quisesse de forma mais rápida.




A primeira coisa que fizemos, claro, foi dar uma ida no banheiro - não sei dizer ao certo se essa mudança de clima de frio para quente desregula um pouco nosso organismo - Assim que saímos dali tiramos a foto de uma árvore enfeitada de natal com um presépio.




Perto dali, topamos com uma bilheteria e isso foi a deixa pra sabermos o que fazer por aqui. Então compramos os bilhetes para o bondinho e seguimos andando para tirar fotos da Basílica de Aparecida, que é realmente gigantesca.





Os arredores também são muito bonitos e tudo é cercado pela linda natureza da região.





Como o sol estava muito forte, caminhamos por um dos arcos da Basílica e ainda aproveitamos pra tirar uma foto da igreja de outro ângulo.




Subindo o Teleférico

Como não tínhamos muito tempo e estava acontecendo a missa das 11:30h, preferi não entrar na basílica e fomos direto para a entrada do teleférico.




Por dentro é bem legal, enquanto os bondinhos vão chegando pessoas vão entrando e saindo, e pouco atrás dali a gente vê funcionários limpando todos os bondinhos, com muito zelo e dedicação, tudo fica realmente impecável e brilhando.


Depois de esperar um pouquinho chegou a nossa vez e partimos de bondinho. Ele é realmente muito alto e dá pra ver praticamente toda a área construída de Aparecida.








O lugar é tão grande que abriga até um cemitério com muitos túmulos.







Ufa! Chegamos ao outro lado. Deu até pra sentir um pouco de medo, mas como o bondinho é todo fechado e todo o percurso é muito seguro nós ficamos bem tranquilos.

Torre do Mirante

Assim que se sai dali se vê uma torre enorme, chamada pelo pessoal de Torre do Mirante.


Ao descer um pouco a rua em que estávamos já dava pra perceber que a gente estava muito longe de onde tínhamos partido.


No caminho, bem perto dali avistamos um caixão de representando Cristo morto e renascendo, e dei a maior bobeira, pedi para a pessoa que estava demorando para sair dali para andar um pouco pro lado para que eu pudesse tirar algumas fotos [não tinha reparado que ela estava rezando ali!].



No 1º andar da torre existe uma lojinha e uma área para entrar. Após circularmos um pouco pela loja, entramos na fila e subimos no elevador, que levava até o topo da torre.



A Torre é panorâmica e permite termos uma visão 360º de Aparecida, que é incrível.




Dando um zoom com a câmera para enxergar melhor a Basílica:


A construção é tão grande que mesmo um prédio de vários andares se torna pequeno diante dela. Por dentro ainda havia alguns avisos mostrando as curiosidades dessa torre e da região, eis algumas delas:





Ao descer a torre avistamos uma lanchonete bem estruturada e até mesmo um lugar que vende água benta. De acordo com os vendedores, além desse local há mais 3 espalhados em outros pontos para quem desejar comprar água comum pra matar a sede ou a benta, para cultos e procissões.




Para quem desejar, ainda é possível realizar todo um caminho pela Via Sacra, que vai até o Morro do Cruzeiro [onde estávamos agora] e em cada estação há um ponto para acendimento de velas.




Numa das placas está escrito assim: "A cada estação, temos o privilégio de celebrar o mistério da Paixão de Cristo. Reviver os passos de Jesus é nos aproximar do caminho que nos leva a ele." Eis o motivo das paradas serem nomes de acontecimentos que ocorreram com o maior profeta de todos os tempos!

Descendo o Teleférico

Assim que se entra na fila do teleférico para descer, a organização pede para que as pessoas tirem duas fotos [uma segurando a imagem de Aparecida e outra sem ela], e se gostarem podem levar ela para casa pagando a quantia de R$ 20,00 [Ano de 2017].



À primeira vista me pareceu meio bobo, mas achei a ideia interessante e esse era um bom meio de deixar um pouco mais de dinheiro para ajudar na manutenção de todo esse complexo. Então não exitei de deixar meu reais aqui e comprei as fotos! E finalmente descemos o teleférico.




Olhando do alto dá pra ver bem direitinho a via sacra, logo abaixo:



Como o teleférico é bem extenso, chega a demorar alguns minutos para descer e a Basílica resplandece ao longe por todo o percurso do bondinho.




Aquela cruz bem ao fundo na verdade é a Torre do Mirante.

Na hora a gente tinha estranhado o tamanho dessa passarela, mas não sabíamos para quê ela servia. Ela se chama Passarela da Fé e no feriado de 12 de outubro, Dia da Padroeira do Brasil, mais de 200 mil romeiros visitam a cidade para ver a imagem dessa santa. Os hotéis da região também sempre ficam lotados aos fins de semana comuns.

E chegamos ao solo!


Outra curiosidade interessante: Seguindo os arcos, acima deles existe uma estátua representando cada um dos 12 apóstolos. Dali seguimos para o Centro de Compras.


Clique AQUI ou na imagem abaixo para ver a próxima parte do relato:


Clicar: [PARTE 04]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botão Voltar ao Topo