Menu Principal

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Trabalho ilegal: Uma furada em Nova York

Muita gente sonha em ir morar nos Estados Unidos, mais especificamente em Nova York, e imagina que vai viver uma vida de riqueza. 


Cuidado! Existem várias furadas que giram em torno do trabalho ilegal de imigrantes! É uma cilada, ok!?


O canal Amigo Gringo, que foca muito na vida e comportamento dos brasileiros que estão nos Estados Unidos fez um vídeo bem legal explicando as furadas que podem acontecer pra quem tenta trabalhar em Nova York ilegalmente, confira:



Vale lembrar que o Amigo Gringo usou um tom de brincadeira para entreter seu público, mas os problemas de se viver ilegalmente nos Estados Unidos ou qualquer outro país podem ser bem sérios e uma escolha errada pode fazer com que você arruíne a sua vida.



A maioria dos imigrantes ilegais brasileiros que vão para o exterior fazem o seguinte: ultrapassam seus vistos ou continuam a viver no país depois de sua capacidade legal para fazê-lo ter expirado.

Com isso, eles podem encarar possível pena de prisão e muitas vezes, serão encaminhados para a deportação. Esta é uma forma muito menos arriscada de imigração ilegal e mais comum entre os brasileiros. Isso não quer dizer que alguns não tentem rotas arriscadas, como a entrada pela fronteira entre o México e os EUA, como exemplo.

Já alguns caem na estupidez de tentar chegar aos EUA pela fronteira entre o México e os Estados Unidos, pagando agiotas e correndo um sério risco de serem presos ou até mesmo mortos pelos atravessadores nessa região que é uma das mais perigosas e violentas do México.


Calcula-se que pelo menos 6 mil pessoas morreram desde 1990 tentando atravessar a fronteira pelo deserto.
Por mais que você tenha conseguido atravessar o muro, sabendo ou não inglês poderá ficar renegado a uma vida de subempregos que pagam mal e sofrerá a constante ameaça de ser pego e deportado. E se isso acontecer, tudo o que conquistar literalmente será deixado para os outros e você será deportado. Tendo de começar do zero novamente.

Ou ainda poderá ficar preso até ter dinheiro para pagar a passagem de volta ou nossa embaixada te emprestar algum dinheiro para voltar. De brinde, você pode ganhar mais algumas punições. Um dos exemplos são os 10 anos que você fica proibido de entrar em solo norte americano.

Mas, é melhor mesmo saber de tudo isso da boca de alguém que já viveu ilegal por lá. Então, vamos ao vídeo:



E continuando, os problemas ainda não acabaram:

Um imigrante ilegal sem permissão para residir ou trabalhar no país não pode sequer abrir uma conta bancária, nem tirar carteira de motorista, além de encontrar dificuldades para alugar um apartamento ou usar outros serviços.

E se conseguir um emprego, poderá ainda ficar à mercê de receber ou não do empregador, que atrasa muitas vezes o pagamento e em outras sequer realiza o pagamento. E o imigrante não poderá fazer nada, já que não poderá reclamar nada com a polícia ou outro órgão trabalhista.


Cortina improvisa um quarto na sala de um apartamento no Queens, onde moram uma mãe com seu filho e um casal idoso.
Outra coisa que vale a pena ressaltar é que a pessoa ainda poderá pagar um aluguel caro para viver em uma residência de qualidade inferior, dividindo ela com uma boa quantidade de outros imigrantes ilegais.

Para se ter uma ideia, existem 35,7 milhões de pessoas vivendo clandestinamente nos Estados Unidos, população maior que a do Estado da Califórnia. Dos quase 300 milhões de habitantes dos EUA, 12,4% não possuem cidadania americana.




Se tiver gostado e quiser ver mais postagens dessa mesma Coleção, clique no álbum abaixo:



Ou então nesse mapinha, que te levará a uma espécie de índice onde estão citados todos os destinos do Blog:


E para fechar, vou citar um pouco da minha própria opinião, a do autor do Blog.



Tudo que começa errado tem uma chance enorme de dar errado. Se você não sabe sequer a língua do país, tem que estar preparado para trabalhar em subempregos e ter uma vida dura, difícil e desumana, talvez até pior que a que tinha no seu país de origem.

Então o conselho que dou para todos é o de fazer tudo legalmente, do jeito mais demorado e difícil. Se ainda não fala inglês, se esforce, faça um curso e aprenda. Se for jovem e tiver menos de 18 anos, aproveite a oportunidade, estude bastante e faça um intercâmbio legal de 6 meses, 1 ou 2 anos que são muito comuns para estudantes.

Se você é mais velho, outra forma é estudar o idioma, fazer um intercâmbio e observar se precisam de alguma vaga em sua área de atuação. É mais difícil de conseguir, mas, se der certo, você terá uma oportunidade que poderá mudar a sua vida.

E se não conseguir, pode ter certeza que o próprio mercado brasileiro poderá olhar com outros olhos pra você, uma pessoa bem preparada, com alguma qualificação e que ainda fala o idioma inglês é muito valorizada pelas empresas no Brasil.

E por fim o conselho que acho mais útil pra quem deseja sair do Brasil e tentar uma nova vida ...



... Se esforce em ir para países que estão procurando por brasileiros ou imigrantes, não foque apenas nos Estados Unidos. Fique atento as notícias dos jornais e da internet. Sempre a gente se depara de países que citam que estão precisando de determinadas pessoas que sabem fazer coisa x ou y, ou que por algum motivo estão desejando imigrantes legais para determinadas regiões do país.

Tudo bem que não é os Estados Unidos, a terra dos sonhos de muitos, mas pode ser uma decisão que irá mudar a sua vida, e para melhor! Então também vale a pena dar uma olhada, mas sempre tomando os devidos cuidados.

Pesquise as fontes, veja se é confiável ou não e claro, desconfie sempre de propostas mirabolantes de enriquecimento rápido e fácil. Esse costuma ser um dos primeiros indícios de que você pode estar entrando em uma roubada.

No mais é isso, boa sorte e até a próxima!

Fontes Pesquisadas:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botão Voltar ao Topo