Menu Principal

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Descubra 6 coisas que você compra e são feitas com Trabalho Escravo

De acordo com o Índice de Escravidão Global da Fundação Walk Free, os primeiros colocados no ranking de escravidão moderna estão: Mauritânia, Haiti, Paquistão, Índia e Nepal.


E infelizmente o Brasil também entrou na lista e os números não são nada bons. Conheça agora 6 coisas que você compra e são feitas com trabalho escravo.


Então, primeiramente, assista ao vídeo abaixo, do canal Fatos Desconhecidos:



No Brasil, o trabalho escravo é definido pelo Artigo 149 do Código Penal da seguinte maneira:

Artigo 149. Reduzir alguém a condição análoga à de escravo, quer submetendo-o a trabalhos forçados ou a jornada exaustiva, quer sujeitando-o a condições degradantes de trabalhando, quer restringindo, por qualquer meio, sua locomoção em razão de dívida contraída com o empregador ou preposto:

Pena- reclusão, de dois a oito anos, e multa, além da pena correspondente à violência.
§ 1º. Nas mesmas penas incorre quem:
I- cerceia o uso de qualquer meio de transporte por parte do trabalhador, com o fim de retê-lo no local de trabalho;
II – mantém vigilância ostensiva no local de trabalho ou se apodera de documentos ou objetos pessoais do trabalhador, com o fim de retê-lo no local de trabalho.

§ 2º. A pena é aumentada de metade, se o crime é cometido:
I – contra a criança ou adolescente;
II – por motivo de preconceito de raça, cor etnia, religião ou origem.

Abaixo estão algumas das situações que são consideradas como trabalho escravo no Brasil. Clique na imagem para ver em tamanho maior.

Obs.: Após entrar na imagem basta dar mais um clique para deixar a fonte em um tamanho realmente bom para a leitura.


O trabalho escravo não é caracterizado por meras infrações trabalhistas. Ele é um crime contra a dignidade humana. A constatação de qualquer um dos quatro elementos vistos abaixo é suficiente para configurar a exploração de trabalho escravo:

TRABALHO FORÇADO: o indivíduo é obrigado a se submeter a condições de trabalho em que é explorado, sem possibilidade de deixar o local seja por causa de dívidas, seja por ameaça e violências física ou psicológica;

JORNADA EXAUSTIVA: expediente desgastante que vai além de horas extras e coloca em risco a integridade física do trabalhador, já que o intervalo entre as jornadas é insuficiente para a reposição de energia. Há casos em que o descanso semanal não é respeitado. Assim, o trabalhador também fica impedido de manter vida social e familiar;

SERVIDÃO POR DÍVIDA: fabricação de dívidas ilegais referentes a gastos com transporte, alimentação, aluguel e ferramentas de trabalho. Esses itens são cobrados de forma abusiva e descontados do salário do trabalhador, que permanece cerceado por uma dívida fraudulenta;


CONDIÇÕES DEGRADANTES: um conjunto de elementos irregulares que caracterizam a precariedade do trabalho e das condições de vida sob a qual o trabalhador é submetido, atentando contra a sua dignidade

Agora vamos nos aprofundar mais sobre essa situação de escravidão no Brasil:



Se tiver gostado e quiser ver mais postagens dessa mesma Coleção, clique no álbum abaixo:


E pra fechar. Esse é o Raio X da escravidão no Brasil:


Clique na Imagem para ver em um tamanho ainda maior.
Não deixe de ver também:

- 10 histórias reais que irão restaurar a sua fé na humanidade. Clique AQUI ou na imagem abaixo:


- 9 exemplos de pessoas famosas que ficaram pobres. Clique AQUI ou na imagem abaixo:


- Motivos que fazem estrangeiros detestarem o Brasil que irão irritá-lo profundamente. Clique AQUI ou na imagem abaixo:


- Conheça as belezas da Colômbia. Clique AQUI ou na imagem abaixo:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botão Voltar ao Topo