Menu Principal

terça-feira, 24 de novembro de 2015

As 7 Maravilhas do Mundo Antigo

Já pensou em olhar para o passado e ver a magnitude de suas grandes obras? Descubra no post abaixo um pouquinho de cada uma das 7 maravilhas do mundo que foram construídas na antiguidade e confirme com seus próprios olhos como elas foram grandiosas.

Pirâmides de Gizé, Egito


As pirâmides de Gizé foram construídas no Egito Antigo, entre 2.613 e 2.494 a.C e serviram de tumbas para os faraós Quéops, Quéfren e Miquerinos. Estão localizadas na cidade de Gizé, próxima ao Cairo, a capital do Egito. Apesar disso, somente a Grande Pirâmide de Gizé [a maior das três] é conhecida como uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo.

Esse suntuoso monumento de 137 metros de altura contou com o trabalho de 100 mil homens ao longo de 20 anos e atualmente é a única das maravilhas do mundo antigo que está de pé. Assista ao vídeo abaixo para entender a imponência dessa maravilha do mundo:


Jardins Suspensos da Babilônia, Babilônia
Localização: Atual Sul do Iraque.


Os Jardins Suspensos da Babilônia são as maravilhas menos conhecidas, já que até hoje encontram-se poucos relatos e nenhum sítio arqueológico foi encontrado com qualquer vestígio do monumento. Foi construído a mando do rei Nabucodonosor [604-562 a.C] em homenagem a uma de suas esposas preferidas, que sentia saudades das montanhas de sua terra natal.

A construção dos jardins em terraços fazia com que estes se parecessem com pequenas elevações, ou montanhas, com as árvores ao topo, sendo vistas de uma distância considerável por sobre as muralhas do palácio de Nabucodonossor. Sem dúvida, este fato fez o sentido de ilusão e maravilha se perpetuasse e o termo jardins suspensos também, ao invés de sobrepostos. Os jardins botânicos com flores fragrantes e esculturas surgiam dentre piscinas e fontes. Árvores frutíferas acentuavam as áreas retangulares cultivadas, sob a sombra das árvores. Água descia em cascata do lago reservatório por sobre a vegetação localizada em baixo.

Assista ao vídeo abaixo para conhecer um pouco mais sobre esse monumento:


Motivo da Destruição: Não foram encontrados vestígios que comprovem sua existência nem se sabe em que época desapareceu.

Estátua de Zeus, em Olímpia - Grécia


A estátua foi construída no Templo de Zeus por volta de 450 a.C por Fídias e demorou 8 anos para ficar pronta. Zeus era o rei dos deuses gregos e era representado em formato monumental no Templo de Olímpia, na Grécia. Essa cidade era sagrada e também a sede dos jogos olímpicos. O templo simbolizava o fascínio grego com a ideia de proporção: tinha 64 metros de altura e 72 colunas dóricas. O pedimento e as métopas [decorações em forma de folha por sob o teto] eram esculpidos, e imponentes portas de bronze se abriam para revelar a maravilha que o templo abrigava.

Os olhos da estátua eram de turqueza, e havia outras pedras preciosas incrustadas em seu trono. A coroa de ouro que ele trazia na cabeça era banhada em ouro, assim como suas sandálias e manto. Os materiais foram levados da Ásia e da África pelo Mediterrâneo.

O fato mais notável em relação à estátua talvez fosse a expressão de Zeus. Seus olhos pareciam penetrar até mesmo nas mais endurecidas das almas, suscitando piedade. A estátua tinha um objeto em cada mão: na direita, uma estátua de Nike, a deusa da Vitória, e na direita um cetro adornado por uma águia. O trono de Zeus continha imagens em relevo sobre a mitologia dos deuses, semideuses e outros heróis. A lenda diz que, ao concluir a escultura, Fídias pediu a benção de Zeus. Em resposta, um relâmpago atingiu o templo.

Motivo da Destruição: Após 800 anos foi levada para Constantinopla [Atual Istambul], onde acredita-se ter sido destruída em 462 d.C. por um terremoto.

Templo de Ártemis, em Éfeso
Localização: Atual Turquia.


Esse templo foi construído em homenagem à deusa Ártemis [deusa protetora dos bosques, da caça e dos animais selvagens, era conhecida como Diana pelos romanos], e era localizado na Cidade de Éfeso [atual Turquia] e se destacou por sua grandiosidade arquitetônica.

A construção desse primeiro templo foi simples e ainda não seria o grande Templo de Ártemis que entraria para a história. No Século 6 a.C o conquistador Creso, rei da Lídia ordenou a construção de um grande templo, em Éfeso, em homenagem à deusa Ártemis para ampliar o pequeno templo anterior que já tinha passado por uma série de avarias.

Quanto a obra terminou, tornou-se o maior templo do mundo antigo, todo construído em mármore, media 115 metros de comprimento por 55 de largura, com mais de 120 colunas, cada uma medindo 20 metros e 1,2 metros de diâmetro. Em seu interior havia uma estátua de Diana feita de ouro, ébano, prata e outras pedras.


Uma curiosidade bem interessante, é que o apóstolo Paulo estava em Éfeso quando escreveu a primeira carta aos Coríntios. Talvez por isso, diante da grandiosidade daquela construção o apóstolo fala sobre a Igreja de Cristo, comparando-a a um edifício (I Coríntios 3: 9-17).

Motivo da Destruição: O Templo sofreu duas grandes avarias e atualmente resta muito pouco desse templo. A primeira ocorreu 200 anos após sua construção, em que um grego chamado Heróstrato incendiou o templo em 356 a.C. com o intuito de se tornar imortal. O estrago causado por ele levou 20 anos para ser reparado. Já no Século 3 d.C veio a grande queda, na época em que os godos invadiram as províncias romanas na Ásia Menor e na península balcânica e arrasaram o Templo de Ártemis em 262. Abaixo está uma foto do pouco que restou do Templo de Ártemis:


Mausoléu de Halicarnasso
Localização: Atual Turquia.


O Mausoléu de Halicarnasso foi um túmulo construído entre 353 e 350 a.C em Halicarnasso [atual Bodrum, na Turquia] para Mausolo, um rei de uma província do Império Persa. O reino de Mausolo tinha a designação de Caria e sua capital era Halicarnasso e no período de seu reinado [entre 370 a.C e 353 a.C] a cidade teve um grande desenvolvimento em obras, construção de edifícios públicos e também se realizou a construção de uma extensa muralha para proteger a cidade.

Quando o Rei Mausolo faleceu, sua esposa e irmã Artemísia II começaram logo com a construção de um admirável túmulo para seu esposo. A Rainha Artemísia II não economizou recursos para a construção desse edifício, e trouxe para a cidade os artistas mais talentosos da Grécia Antiga.

Os arquitetos gregos Sátiro e Pitis ficaram encarregados de construir o Mausoléu de Halicarnasso. A obra levou 10 anos a ser concluída, fruto do trabalho de aproximadamente 30 mil homens. A construção, em forma retangular, tinha 50 metros de altura e era decorada com esculturas e estátuas de bronze. Ocupando uma área superior a 1200 metros quadrados, era sustentado por 36 colunas e erguia-se uma pirâmide de 24 degraus acima da base quadrada. No topo da pirâmide havia ainda uma carruagem de mármore puxada por quatro cavalos, guiada pelo rei e a rainha. A base do edifício era de mármore e bronze, com revestimento de ouro.

Assista ao documentário abaixo para conhecer mais sobre esse incrível monumento:


Motivo da Destruição: Foi destruído por um terremoto no Século 13. As pedras restantes da destruição foram usadas pelos habitantes da época como integrantes de outras construções. Apenas uma estátua, que provavelmente seja do rei Mausolo e alguns restos dessa construção chegaram aos nossos dias. Esses vestígios estão divididos entre o Museu Britânico, em Londres, e o Museu de Bodrum, na Turquia.

Colosso de Rodes, Grécia


O Colosso de Rodes foi uma estátua do deus Hélio [deus do Sol na mitologia grega] construída entre 292 a.C e 280 a.C pelo escultor Carés de Lindos. A estátua tinha 30 metros de altura, 70 toneladas e era feita em bronze e tornou-se uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo.

Era uma estátua tão imponente que um homem de estatura normal não conseguia abraçar o seu polegar. Foi construída para comemorar a retirada das tropas macedônias que tentavam conquistar a ilha, e o material utilizado para sua confecção foram armas abandonadas pelos macedônios no lugar.

Motivo da Destruição: Apesar de imponente, ficou em pé durante apenas 55 anos, sendo abalada por um terremoto que a jogou no fundo da baía. Ptolomeu III se ofereceu para reconstruí-la, mas os habitantes da ilha recusaram por achar que haviam ofendido Hélio. E no fundo do mar ainda era tão impressionante que muitos viajaram para vê-la lá em baixo, onde foi esquecida até a chegada dos árabes, que a venderam como sucata.

Mas...

Acho que nem isso é o mais impressionante sobre esse monumento, e sim, que existe uma ideia de reconstruí-lo nos tempos atuais

O Novo Colosso de Rodes?

Há um grupo de cientistas que pretende voltar a colocar o Colosso de Rodes no acesso à ilha grega de mesmo nome, no Mar Egeu, para fomentar o turismo local. Ao invés de ter apenas 30 metros, a nova estátua do deus Hélio teria 122 metros de altura e pesaria 4 vezes mais do que sua versão original.

No interior haveria ainda um museu, uma biblioteca, um centro cultural, sala de exposições e também um miradouro, que permitiria ver mais de 50 km de distância. É estimado que para construir tudo isto em 4 anos, precisariam de cerca de 260 milhões de euros, em dinheiro que dizem que viria de instituições culturais e financiamentos internacionais. [Acho que na verdade custaria muito mais, mas como não custa imaginar, veja como eles imaginam que o novo Colosso ficaria no vídeo abaixo:]


Para quem não conhece nada do inglês, abaixo coloquei uma tradução para ajudá-lo a compreender melhor o que estava escrito nas legendas desse vídeo:

Era uma Vez...
... Havia um gigante

Uma das Sete Maravilhas
do Mundo Antigo,

... dando o seu nome a uma das maiores conquistas,

... sendo uma inspiração para grandes monumentos,
... uma inspiração para grandes artistas.

...

...

Hoje é Tempo...


De Reviver a Lenda...


...

...

O Colosso de Rodes.


Em minha opinião reconstruir uma das maravilhas do mundo antigo seria algo muito inovador e interessante, realmente atrairia os olhos de todo o mundo para aquela região e ainda, quem sabe, poderia fomentar uma nova corrida pela reconstrução das outras maravilhas do mundo que foram perdidas com o tempo, talvez até em lugares diferentes dos originais.

Farol de Alexandria - Egito


O Farol de Alexandria foi construído a mando de Ptolomeu no ano de 280 a.C pelo arquiteto e engenheiro grego Sóstrato de Cnido. Era uma torre de mármore branco de 130 metros de altura [ou, o equivalente há um prédio de 20 andares]. Situada na Ilha de Faros, próxima ao Porto de Alexandria, no Egito. O farol servia para orientar os navegantes à noite, irradiando um facho de luz que alcançava a distância de 50 km. À noite, a chama era alimentada com óleo e de dia, pelos raios solares, que eram refletidos por meio de ferro ou bronze polido. [O termo "Farol" que designa até hoje esse tipo de construção originou-se do nome da Ilha de Faros (em grego, Pharos)]

Conheça mais sobre esse Farol através do vídeo abaixo, produzido por um grupo de estudantes:


Motivo da Destruição: A bela e gigantesca construção foi a maior estrutura feita pelo homem durante muito tempo, mas infelizmente sucumbiu por conta de um forte terremoto que atingiu a Ilha de Faros no ano de 1375. Mais tarde, em 1480, as pedras que restaram da construção original foram utilizadas na construção de um forte, edifício que permanece até hoje no lugar do Farol de Alexandria.

Abaixo está a foto desse forte:


Se tiver gostado e quiser ver mais postagens dessa mesma Coleção, clique no álbum abaixo:



Fontes Pesquisadas:

Pirâmides de Gizé

http://www.suapesquisa.com/monumentos/piramides_gize.htm
http://misteriosdomundo.org/cientistas-encontram-misteriosas-anomalias-nas-piramides-do-egito/

Jardins Suspensos da Babilônia
http://www.historiamais.com/jardins_suspensos.htm
http://www.angelfire.com/me/babiloniabrasil/jardinsus.html

Estátua de Zeus em Olímpia - Grécia
http://www.historiamais.com/zeus.htm
http://pessoas.hsw.uol.com.br/sete-maravilhas-do-mundo-antigo4.htm
http://guiadoestudante.abril.com.br/aventuras-historia/estatua-zeus-435057.shtml
http://pessoas.hsw.uol.com.br/sete-maravilhas-do-mundo-antigo4.htm
http://estoriasdahistoria12.blogspot.com.br/2011/07/estatua-de-zeus-em-olimpia.html
https://pt.wikipedia.org/wiki/Sete_maravilhas_do_mundo#Est.C3.A1tua_de_Zeus_em_Ol.C3.ADmpia

Templo de Ártemis, em Éfeso - Atual Turquia
http://www.historiamais.com/artemis.htm
http://www.infoescola.com/grecia-antiga/templo-de-artemis/
http://viajecomborel.blogspot.com.br/2013/06/efeso-turquia-uma-maravilha-antiga.html

Museu de Halicarnasso - Atual Turquia
http://estoriasdahistoria12.blogspot.com.br/2011/07/mausoleu-de-halicarnasso.html

Colosso de Rhodes - Grécia
https://pt.wikipedia.org/wiki/Colosso_de_Rodes
http://www.tsf.pt/sociedade/ciencia-e-tecnologia/interior/o-novo-colosso-de-rodes-tera-122-metros-de-altura-4871237.html

Farol de Alexandria - Egito
http://www.infoescola.com/grecia-antiga/farol-de-alexandria/
http://www.sohistoria.com.br/curiosidades/seteantigo/p1.php
http://www.historiamais.com/farol.htm

Espero que tenha gostado desse post. Boa sorte!

                                                     

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Que bom que gostou. Sempre que puder estarei trazendo coisas interessantes, que podem ser de qualquer lugar do mundo.

      Excluir
  2. Muito instrutivo o post. Parabéns! Sobre a construção do Colosso de Rhodes, nossa, me dá calafrios, seria lindo de ver! Lamentável, pois seria alvo de muitos terroristas. Abraços!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que o primeiro país que reconstruir um desses monumentos vai acabar gerando uma corrida para que os outros sejam construídos também. Seria muito legal!

      Excluir
  3. Muito boa a matéria e os vídeos foram esclarecedores. Seria muito bom se fossem reconstruídas algumas dessas maravilhas do mundo antigo. Parabéns Thiago.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado. Também acho que seria uma ideia super interessante. Poderia até gerar uma nova corrida entre os países para levantar novamente os outros monumentos, mesmo que estes estivessem em locais diferentes do original.

      Excluir

Botão Voltar ao Topo